21.3.07

CAMINHO


«Como se comporta o teu guia interior?
Tudo reside aí. O resto, dependa ou não do teu livre arbítrio, não passa de cadáver e fumo.»
Marco Aurélio, Pensamentos para mim próprio.


3 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Campos de Sória (IV)

As figuras do campo sob o céu!
Dois lentos bois lavram
numa colina, ao começar o outono, e entre as negras testas recurvadas
sob o pesado jugo,
pende um cesto de junco e giesta,
que é o berço de um menino;
e atrás da junta avançam
um homem que se inclina para a terra
e uma mulher que nos regos abertos
lança a semente.
Sob uma nuvem de carmim e chamas,
no oiro fluido e esverdeado
do poente, as sombras agigantam-se.

Antonio Machado, trad. José Bento

O que seria do mundo sem...Poesia???

Joaquim Moedas Duarte disse...

Mas há quem continue a pensar que a Poesia é uma espécie de doença infantil das almas sensíveis. Os duros - esses! - estão-se nas tintas. Bah!! E nas discussões, quando alguém fala em questões de espírito, de ética, de sensibilidade, logo acodem com um "isso é poesia, pá!, põe os pés na terra!..."
Sim, Avelã, o que seria do mundo sem Poesia?

Flor de cato disse...

Concordo...