22.9.06

O estado da Educação

A revistaVISÃO traz um suplemento com o título "O estado da educação". Vale a pena ler, começando no "A revolução necessária", de Henrique Botequilha. Cito:
«Em 2003, a empregabilidade dos jovens entre os 20 e os 24 anos que não acabaram o ensino secundário era ligeiramente superior à dos que o completaram. Portugal era o único país que apresentava esta situação. Esse tem sido o estímulo do mercado de trabalh0: pouco exigente, acaba por tratar de forma indiferenciada, em admissões e salários, toda a gente, independentemente das suas habilitações.»
Nós já suspeitávamos que assim fosse, mas vê-lo apoiado em estudos sérios até arrepia!
Porque a realidade tem sido esta: o insucesso escolar radica, em grande parte, no atraso cultural das famílias e da sociedade em geral, atraso contra o qual a Escola se esfalfa numa luta muitas vezes inglória.
Claro, é mais fácil apontar o dedo à Escola, isto é, aos professores.
Mas... Por exemplo: quantas famílias têm uma biblioteca razoável em casa? Quantos pais são capazes de se sentarem a ler (ao menos!) um dos livros que os filhos estudam na Escola? Quantos pais dizem não ter tempo para acompanhar os filhos mas já o têm para ler os jornais desportivos, que continuam a vender-se melhor que qualquer dos outros? Quantos pais foram, este ano, ao teatro? Ao cinema? A um concerto de música de qualidade?
E ao futebol?
Nos debates públicos gostava de ver, ao lado da senhora ministra da Educação, a titular da Cultura. Para que, quando a primeira falasse dos professores como fala, a outra contrapusesse os dados arrasadores de todos os índices culturais da sociedade portuguesa.
Talvez assim se percebesse - finalmente! - onde está a grande causa do insucesso escolar dos nossos alunos!

2 comentários:

Anónimo disse...

O estado da educação...
Belo título... para uma marcha fúnebre.
Fala da empregabilidade dos jovens que completaram o ensino secundário. Então e os 40 mil desempregados com formação superior? (Eu e mais 39.999)
Cada vez estamos melhor.
Ai Portugal, Portugal!

Sara

(Gostei do gelado de vaca!)

J. Moedas Duarte disse...

Obrigado pela visita, Sara.
Quanto à "educação"...bom, quero ser optimista.
Apareça e escreva, é bem vinda.
JMD