18.11.06

Espaços de silêncio


A graciosidade, um certo ar ingénuo...










A monumentalidade serena, o equilíbrio...


Por vezes sinto necessidade de recuperar o socrático conceito de "oração": «conhece-te!»

Não se trata de alinhar em celebrações colectivas - para as quais sempre me senti pouco atraído - mas de entrar em espaços consagrados pelo homem para a reflexão, o silêncio.

Uma mesquita... ...uma capelinha, algures no Alentejo...

1 comentário:

Maria do Sul disse...

Descobri que está em fase de recuperação a capela onde o Infante D. Henrique cumpria a sua devoção (a religiosa, pois claro), no Algarve. Não fiquei muito convencida com o que vi - madeiras todas muuuito novas; muuita cal pelas paredes todas... se a 'política' for idêntica à que presidiu à recuperação das muralhas de Sagres... Humm... Quando estiver acabada, verei... se ainda por cá andar (neste mundo)